Academia V-1 Academia V-1

 

 

Academia V-1 Academia V-1
Cardiologista dá dicas para elevar o colesterol bom e diminuir o ruim PDF Imprimir E-mail
Escrito por Equipe Vizinhança 01   
Ter, 19 de Agosto de 2014 03:50

Praticar atividade física regular, consumir mais alimentos funcionais, evitar gordura saturada e frituras e comer grelhado ou assado são bons hábitos

Não é novidade, já cansamos de saber que é perigoso e, pior, ao ouvirmos conselhos médicos terroristas, nos incomodamos muito. Viram como é difícil explicar o assunto colesterol? Mas é necessário, pois o dia último 8 de agosto foi designado como o Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Essa gordura é básica para a formação dos nossos hormônios sexuais e é o verdadeiro cimento que une as nossas células entre outras funções.

Última atualização em Ter, 19 de Agosto de 2014 03:58
 
T"Treinar" músculos da respiração não melhora desempenho, diz fisiologista PDF Imprimir E-mail
Escrito por Equipe Vizinhança 01   
Sex, 20 de Fevereiro de 2015 20:13



No exercício aeróbico, a limitação é de fato dependente da capacidade de transporte de oxigênio, que em última análise depende da bomba cardíaca

Os efeitos do treinamento na melhora do desempenho nos exercícios aeróbicos ou de longa duração como corrida, ciclismo natação etc, depende de uma série de fatores. Estes fatores podem ser divididos em centrais e periféricos.

Os fatores periféricos são aqueles relacionados às adaptações principalmente nos músculos esqueléticos, que incluem proliferação dos vasos sanguíneos, aumento de mitocôndrias (estruturas celulares onde se produz energia), adaptações de enzimas catalizadoras de reações químicas do metabolismo aeróbico etc.

Os fatores centrais das adaptações ao treinamento incluem benefícios de natureza hormonal além de principalmente melhorarem o sistema de transporte de oxigênio. Esta melhora é um benefício fundamental para maior produção de energia aeróbica.

O sistema de transporte de oxigênio pode ser caracterizado por mecanismos de captação e transporte propriamente dito. O transporte depende da eficiência da bomba cardíaca e do sistema vascular de distribuição de sangue.

A captação de oxigênio depende da proficiência do sistema respiratório, e consequentemente da capacidade de ventilar ar nos pulmões. Esta função cabe aos músculos respiratórios, principalmente o diafragma e os músculos intercostais.

Uma dúvida que sempre foi questionada é se o treinamento dos músculos respiratórios poderia melhorar o desempenho aeróbico. Com este propósito vários estudos foram conduzidos em laboratórios de fisiologia do exercício.

A conclusão da grande maioria dos estudos é de que apesar de até existir fadiga dos músculos respiratórios no exercício prolongado, treinar os músculos da respiração não melhora o desempenho. A limitação é de fato dependente da capacidade de transporte de oxigênio, que em última análise depende da bomba cardíaca.

Podemos entender que os pulmões possuem uma reserva maior que o coração, e melhorar o desempenho aeróbico depende muito mais de “treinar” o coração do que os músculos respiratórios.

fonte

Última atualização em Sex, 20 de Fevereiro de 2015 20:20
 
Dor no tornozelo e na sola do pé? Pode ser a síndrome túnel do tarso! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Equipe Vizinhança 01   
Dom, 01 de Fevereiro de 2015 15:55



Mais comum em adultos ativos, pode ser causada por osteoartrite, deformidades no tornozelo pós-traumática, artrite reumatóide e diabetes.

Temos três síndromes compressivas no pé:
1- A síndrome do túnel tarsal é uma neuropatia compressão do nervo tibial posterior que passa no túnel do tarso, região anatômica, que fica posterior ao maléolo medial ( lado de dentro do pé) e sob o retináculo dos músculos flexores do pé( planta do pé).
2- A síndrome do túnel do tarso anterior refere-se a compressão do nervo fibular profundo. É raro e causa dor, fraqueza e alterações sensoriais do pé e tornozelo. na região lateral.

Última atualização em Dom, 01 de Fevereiro de 2015 16:00
 
Descubra os sinais de overtraining e saiba como reverter essa situação PDF Imprimir E-mail
Escrito por Equipe Vizinhança 01   
Seg, 23 de Fevereiro de 2015 23:31



Fadiga, dores de cabeça, diarreia, redução de peso, desinteresse sexual, perda do apetite e a queda do desempenho intelectual são os sintomas


Geralmente, os primeiros sinais de overtraining são fadiga generalizada, dores de cabeça frequentes, diarreia e perda de pesodesinteresse sexualperda do apetite e queda do desempenho intelectual (e isso pode até afetar o seu trabalho). Outros perdem a qualidade do sono e têm problemas acordando durante a noite, não conseguem relaxar, apresentam pioras em quadros alérgicos e resfriados, além de infecções respiratórias, que podem se alastrar por semanas e, às vezes, são resistentes à terapia convencional.

Última atualização em Seg, 23 de Fevereiro de 2015 23:34
 
carnaval 2015 PDF Imprimir E-mail
Escrito por Equipe Vizinhança 01   
Qui, 12 de Fevereiro de 2015 16:40

Última atualização em Qui, 12 de Fevereiro de 2015 16:43
 
Não basta contar calorias: vilões da dieta são os alimentos processados PDF Imprimir E-mail
Escrito por Equipe Vizinhança 01   
Ter, 20 de Janeiro de 2015 16:17



O gasto energético total leva em conta o repouso, exercícios e atividades 
do dia a dia e os componentes do efeito térmico dos alimentos ingeridos

Com o começo do ano inicia-se a “temporada das dietas”. Será que só contar calorias, ler os rótulos dos alimentos, independente da qualidade do alimento ingerido, é eficiente para redução de peso?

Pesquisadores na Universidade de Harvard estão demonstrando que se preocupar com a qualidade dos alimentos ingeridos é tão importante quanto contar calorias. Eles correlacionam que o maior vilão para o controle de peso é a ingestão de alimentos processados. Quando consumidos utilizamos menos energia para digerí-los e absorvê-los.

Última atualização em Ter, 20 de Janeiro de 2015 16:25
 


Página 1 de 14